“Quero ser dona do meu negócio, mas tenho medo de empreender”.

Se você se identifica com essa frase, não se sinta mal, você não é uma exceção, você está fazendo parte de um grande grupo de brasileiros que adoraria ser dono do próprio empreendimento e trabalhar sem patrão, sem bater cartão e sem medo de ser demitido.

Muitas pessoas não têm medo de empreender, mas não empreendem por outros motivos como “falta de dinheiro para investir”, falta de tempo para começar (pois já trabalham em tempo integral em outras atividades), problemas de saúde ou outros motivos.

Quem não empreende por MEDO, pode se considerar “sortudo” pois tem como barreira algo possível de superar.

PREPARAÇÃO

A primeira dica importante para você é: PROCURE O SEBRAE.

Se te falta coragem, pode ser porque você não tem confiança em começar um negócio pois não sabe se terá “competência” para fazê-lo durar.

Prudência nunca foi defeito e se você não se sente seguro, pode obter mais informações, conselhos e admoestações de quem entende do assunto.

Existe um curso chamado EMPRETEC. Se você fizer esse curso, terá certeza de que estará apto a começar a empreender e o primeiro passo já terá sido dado.

Se você tem coragem de enfrentar riscos mas se considera tímida demais para dialogar com pessoas, fazer perguntas, receber críticas ou algo do tipo, um curso de teatro ou aulas de dança podem ajudar (sim, isso mesmo).

Às vezes, transformar o seu lado empreendedor em uma “personagem” poderá ajudá-la a encarar os receios da comunicação, até que você tire isso de letra e possa ir adiante.

INCENTIVO

A terceira dica, mas não menos importante é: Leia e assista histórias reais, de pessoas reais, que empreenderam com sucesso.

Você verá que há algo em comum em todas essas histórias:

Empreendedores sentem VONTADE, sentem MEDO, mas fazem o que tem que fazer.
Muitas vezes dá certo e em algumas, dá errado, mas quando a pessoa é empreendedora de verdade, ela usa os erros para aprender e faz com que as coisas comecem a dar certo novamente.

Ser revendedora de semijóias é uma escolha simples, em uma área comum, que é a área de vendas, mas exige que você tenha determinação e muita garra se quiser ser uma empreendedora de verdade.

Você pode usar a revenda de semijóias para complementar sua renda e continuar trabalhando fora ou, continuar cuidando da casa e usando o negócio de revendas como forma de conseguir um dinheiro próprio, para fazer o que quiser. Mas, se o que você deseja é construir uma carreira no empreendedorismo, ser sua própria chefe e quem sabe, empregar outras pessoas, o caminho do medo é natural, mas não é eterno.

Vença as barreiras e se torne uma grande EMPRESÁRIA DE SUCESSO.

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *