dicas-para-fidelizar-clientes

Não é todo mundo que tem capacidade de realizar uma cirurgia, elaborar uma defesa jurídica ou fazer embaixadinhas, mas, por algum motivo, entende-se que vender é uma atividade tão simples que só exige vontade e não depende de nenhum estudo.

Esse talvez seja um dos erros que leva milhões (sim, milhões) de pessoas no mundo trabalharem com vendas de forma complementar e não principal.

É como se, simplesmente vender, não fosse o suficiente para sustentar um lar ou realizar grandes sonhos financeiros.

Geralmente, quem fracassou até aqui ou, simplesmente, não atingiu a meta que gostaria, vai justificar suas frustrações com algumas frases prontas, como:

“A comissão das vendas por catálogos é muito pequena. Com 30% das vendas, não posso manter uma casa”

“Para revender semijóias, preciso fazer um investimento inicial. Não tenho certeza se vale à pena”

“Tenho medo de vender e não receber”

“Sou uma ótima vendedora, mas uma péssima cobradora”

Todas essas desculpas são (desculpe) “esfarrapadas”.

Primeiramente porque 30% de lucro é uma margem de lucro fantástica para quem está começando um negócio com investimento zero ou com um pequeno investimento.

A oportunidade de ter produtos para vender e gerar um sistema de renda já é motivo para muita felicidade e pode sim, levar sua vida financeira ao topo.

Muitos grandes empresários não conseguem 30% de lucro líquido sobre suas vendas e embora faturem milhares, milhões e até bilhões de reais, possuem despesas altíssimas para manter seus negócios funcionando.

Não saber cobrar ou ter medo de não receber são assuntos que nem deveriam mais ser levados em conta, afinal, muita coisa mudou e você não precisa continuar vendendo como as pessoas vendiam na década de 90.

Hoje é perfeitamente possível ter uma máquina de cartão de crédito para realizar suas vendas e se isso não for interessante pra você, realizar um cadastro dos seus clientes já pode ser o bastante para ter uma certa segurança quanto ao recebimento (veja mais matérias falando sobre isso aqui).

Sobre fazer um investimento inicial, continue acompanhando o blog. Esse é o assunto da nossa próxima matéria.

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *